5 curiosidades sobre as 5 séries antigas queridinhas do Cinerama

O Cinerama, uma das maiores páginas independentes sobre cinema e televisão no Facebook, perguntou aos seus mais de dois milhões de fãs: QUAL A SUA SÉRIE FAVORITA? Mas só valia escolher produções já encerradas. 

Os usuários elegeram suas preferidas, que estão listadas nessa matéria, que também destaca 5 curiosidades sobre cada uma das 5 séries escolhidas.

É uma nostalgia só! Se você sentiu falta de alguma série ou curiosidade, comente.

 

5º – UM MALUCO NO PEDAÇO

Início: 10/09/1990 // Fim: 20/05/1996
Temporadas: 6
Episódios: 148

– Não foi Will Smith que procurou NBC oferecendo a série, mas sim o contrário. Um dos motivos que fez com que o ator topasse o papel foi a sua grande dívida com a receita. Na época, ele teve duas opções: pagar US$ 2,8 milhões ou responder um processo de sonegação fiscal. 70% do seu salário das 3 primeiras temporadas foi usado para pagar a dívida.

– A cena em que Jazz foi jogado para fora da casa, que foi repetida 105 vezes na série, foi filmada apenas uma vez, pois era necessário a gravação na locação. A produção teve o cuidado de deixar o personagem sempre com a mesma camisa da cena.

– Apesar de se passar em Bel Air, a mansão dos Banks na realidade não fica em Los Angeles, e sim em Brentwood, uma cidade próxima.

– A personagem Vivian foi interpretada por duas atrizes diferentes. A primeira foi Janet Hubert-Whitten, que segundo rumores foi afastada devido a problemas com Will Smith. A segunda atriz foi Daphne Maxwell Reid, que fez o papel de Vivian da 4º a 6º temporada.

– O final da série foi definido a pedido de Will Smith, pois ele começou a ser cogitado para trabalhar em muitos filmes na época, o que não permitiria que ele conciliasse com o trabalho em Um Maluco no Pedaço.

* James Avery, que interpretou o Tio Phill, morreu no fim de 2013.

 

4º – EU, A PATROA E AS CRIANÇAS

Início: 28/03/2001 // Fim: 17/05/2005
Temporadas: 5
Episódios: 123

– A atriz Jazz Raycole foi quem interpretou Claire originalmente. Entretanto, a mãe dela decidiu a afastar por não aprovar uma história que se iniciou durante a segunda temporada.

– Na vida real, Tisha Campbell, a Jay, tem apenas 13 anos a mais que o ator George O.Gore II, que interpreta o seu filho Junior.

– Michael Kyle não foi sempre careca, ele deixa bem claro, em alguns episódios, que ele começou a ficar careca em 18 de novembro de 1982 e pede pra que Jay não se esqueça disso.

– Tisha Campbell usou perucoa nas duas últimas temporadas. Apesar dos boatos na época, dizendo que ela enfrentava um câncer, a própria atriz disse que isso não passava de um hobby e que seus cabelos reais estavam amarrados, sob a cabeleira artificial.

– O último episódio da quinta temporada terminou com um gancho para uma continuidade, pois não foi feito pra ser o final. Mas o cancelamento da série foi anunciado um dia depois desse capítulo ir ao ar.

 

3º – FRIENDS

Início: 22/09/94 // Fim: 06/05/2004
Temporadas: 10
Episódios: 236

– Já pensou começar e você não ouvir: “So no one told your life was gonna be this way”? Isso quase aconteceu! Por pouco, a música da abertura não foi “Shiny happy people”, da banda REM. Mas aí, os produtores David Crane e Marta Kauffman, junto com Phil Solem e Danny Wilde, do grupo The Rembrandts, compuseram “I´ll be there for you”. O sucesso foi tanto que a música ficou no topo da Billboard por oito semanas, em 1995.

– Chandler seria gay! Essa era uma possibilidade real, mas depois que Matthew Perry fez a audição, mudaram de ideia e graças a isso os fãs ganharam o casamento lindo entre ele e Monica, nos dois últimos episódios da sétima temporada.

– Ellen DeGeneres foi convidada para o papel de Phoebe, mas ela não aceitou. Da mesma maneira, Tea Leoni seria Rachel e Janeane Garofalo interpretaria Monica. Como seria a história se elas tivessem aceitado os convites?

– Na primeira temporada, os seis ganhavam US$ 22 mil. Quando a série terminou, em 2004, eles embolsavam US$ 1 milhão por episódio. E lá não tinha essa de um ganhar mais que o outro. A partir da terceira temporada, os acordos eram coletivos.

– O episódio “O Último” foi um dos mais assistidos de todos os tempos, com cerca de 52 milhões de telespectadores. 250 amigos e familiares do elenco e dos produtores participarem dele como figurante, todos assinaram um contrato de sigilo sobre o final.

 

2º – BREAKING BAD

Início: 20/01/2008 // Fim: 29/09/2013
Temporadas: 5
Episódios: 62

– No roteiro original, Jesse Pinkman iria morrer na primeira temporada, mas devido ao sucesso do personagem, ele foi mantido. Mais tarde, admitiram que seria um erro colossal matar Jesse.

– Samuel L. Jackson apareceu sem aviso prévio durante as filmagens, ele estava no estúdio ao lado gravando Os Vingadores, e queria aparecer em Breaking Bad como seu personagem no filme, Nick Fury. Os produtores negaram a participação do ator.

– A atriz Julia Minesci ficou tão convincente como a prostituta viciada Wendy, que, durante as filmagens, um homem abordou a mesma para um programa, Julia entrou no carro achando que fazia parte da filmagem, mas a produção correu a tempo de explicar ao motorista que ela estava interpretando. A atriz ainda brincou que se soubesse poderia ter feito um extra.

– No último episódio enquanto Walter dirigia de volta para o Novo México, ele ouvia uma música chamada El Paso de Marty Robbins. A música conta a história de um homem que retorna para a cidade onde é procurado para achar sua amada, Felina, daí o nome do episódio.

– Felina não é só titulo do último episódio, tem muito mais. Ferro é o dominante químico no sangue, lítio é o metal mais comum na fabricação de metanfetamina e sódio é um dos principais componentes da lágrima. Além disso, Felina é um anagrama para finale, que em português significa final.

+ TEORIA QUE INTERLIGA BREAKING BAD E THE WALKING DEAD É EXPLICADA EM VÍDEO DA NETFLIX

 

1º – TODO MUNDO ODEIA CHRIS 

Início: 22/09/2005 // Fim: 08/05/2009
Temporadas: 4
Episódios: 88

– Apesar da comédia ser ambientada entre 1982 e 1987, o Chris da vida real viveu sua adolescência entre os anos de 1978 e 1984. A mudança se deu devido ao desejo de Chris Rock em abordar os anos 80, pois a década anterior já havia sido o foco de produções como That 70s Show.

– Mesmo a família de Chris Rock sendo composta pelo comediante, seu pai, sua mãe, sete irmãos e uma irmã na vida real, isto foi mudado na ficção, com o núcleo familiar sendo composto pelo pai Julius (Terry Crews), a mãe Rochelle (Tichina Arnold), o irmão Drew (Tequan Richmond) e a irmã Tonya (Imani Hakim).

– Inicialmente, Chris Rock não queria que Tyler James Williams interpretasse o seu papel, pois acreditava que o ator era “muito bonito para viver uma criança que seria odiada por muita gente na trama”. A equipe de produção que o fez mudar de ideia.

– O episódio final se passa em 1987, um ano antes da morte de Julius Rock, pai de Chris na vida real e inspiração para o personagem.

– A cena final é uma paródia do encerramento da Família Soprano (1999 a 2007), onde uma situação vivida pelos protagonistas também fica em aberto.

Escrito por Redação

Quer produzir conteúdo pro Crônicas do Agora e ter o seu trabalho divulgado pra uma audiência crescente de leitores? Envie um e-mail pra redacao@cronicasdoagora.com.br e fale com a gente!