5 quadrinhos que ajudam no aprendizado do inglês

5 quadrinhos que ajudam no aprendizado do inglês

Grandes franquias como Marvel e DC atingem vários públicos, além dos conhecidos geek’s. Por trás das produções cinematográficas bilionárias que atraem este grupo estão os famosos quadrinhos. Esses desenhos que encantam várias idades podem ser grandes aliados para aprender e aperfeiçoar um novo idioma.

Os tipos de quadrinhos variam de acordo com o país: no Japão são conhecidos como mangá; Estados Unidos e Canadá têm os famosos comics, que incluem os super-heróis, e os Comic Strips, que são as tiras dos grandes jornais de circulação. Há ainda os franco-belgas comumente chamados de Banda Desenhada, como os reconhecidos Asterix e Tintin.

Independente do tipo da história atualidade ou ficção, em todos os casos é possível aprender algo novo. A “Comic Con Experience” é um evento que só cresce e mostra como a cultura geek está fortalecida. Analisando essa geração, a especialista em educação de idiomas, a CEO da rede Minds, Leiza Oliveira, lista cinco quadrinhos que podem ajudar jovens e adultos a melhorar o inglês. Confira:

 

1. The dark Knight Returns (A volta do cavaleiro das trevas)

O Batman de Frank Miller é um clássico e pode ajudar muitos estudantes a melhorarem o seu inglês, principalmente porque Miller opta por inserir bastante conteúdo em suas páginas (conforme a imagem abaixo). Os quadrinistas tendem a montar páginas com até nove quadros de conteúdo, no entanto o autor coloca 16 por página. Além disso, ambientaliza o Batman na guerra fria, período em que fez a primeira série do Cavaleiro das Trevas. O jovem aprende sobre essa fase da história em inglês. A segunda série só foi lançada em 2001/2002, já a terceira começou em novembro do ano passado nos EUA. O Cavaleiro das Trevas completou 30 anos em março deste ano.

Exiba imagens para confirmar leitura

2. A saga do Monstro do Pântano (EUA – 1985 – #35 a 42)

Com o roteiro de Alan Moore e arte de Bissete, Veitch e Woch, o leitor se depara com uma obra completa que contempla temas em que a sociedade está inserida em cenários “familiares” atualmente, como, por exemplo, poluição nuclear, racismo e injustiças sociais. Além de discutir o fator espiritual e a incerteza do futuro. O interessante da HQ é a linguagem que, apesar de tratar de assuntos intrincados, consegue ter um ritmo leve e capta a atenção do leitor. Isso facilita o aprendizado do inglês.

3. Os 300 de Esparta (300, EUA, 1998)

300 é uma Graphic Novel que facilita o aprendizado do inglês porque conta com uma beleza gráfica única sinérgica a diálogos bem construídos. Apesar de não ser fiel a história, há várias menções da desavença entre Atenas e Esparta, além de retratar a Batalha de Termópilas. Frank Miller também assina essa clássica trama.

4.Guerra Civil (#1 a 7 – 2006/2007)

A grande saga da primeira década dos anos 2000, Mark Millar trata com maestria a rixa entre o Capitão América, que defende a liberdade, e o Homem de Ferro que usa de vários meios para ganhar essa batalha e concorda com a intervenção estatal. Vários temas são debatidos na saga principalmente no que tange a questão ética e o papel dos super-heróis na sociedade. Steve McNiven passa nas imagens as emoções dos personagens de forma impactante. Destaque para a visão que podemos ter ao ler toda a saga, se aprofundar no universo Marvel, e concomitantemente melhorar o inglês com os diálogos bem arquitetados construídos por Millar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5. HQ Mouse Guard (No Brasil:Pequenos Guardiões)

David Petersen chamou a atenção dos EUA em 2006 com Mouse Guard. O HQ chegou ao Brasil em 2008. São 6 edições e o público é o infanto-juvenil. Pode ser muito bom para os jovens que estão no nível intermediário de inglês. Além de ampliar os vocábulos dos estudantes, o HQ mostra ratinhos que tentam “sair da sua civilização”. Todavia, só o fazem escoltados. Trata de temas como medo, noção de coletivo e traz o leitor para “dentro” da narrativa.

*imagens: divulgação
*texto: Minds Idiomas 

Escrito por Redação

Quer produzir conteúdo pro Crônicas do Agora e ter o seu trabalho divulgado pra uma audiência crescente de leitores? Envie um e-mail pra redacao@cronicasdoagora.com.br e fale com a gente!