Eu preciso dizer que te amo

Vou ser prática, porque a vida corre rápido e não tenho tempo pra ficar explicando sentimento que é meticulosamente explicitado diariamente. Assim, não quero ser grossa: longe disso. Continue lendo

Escrito por Gi Marques

Sou a poesia da contradição com incontinência verbal contando histórias que vivi e inventei (qual é qual já não posso te contar)

Não tem nada demais se o outro não quer nada comigo

Relacionamento é assim: você conhece alguém. Aí a pessoa parece massa, um pouco desgraçada das ideias, mas nada que prejudique o desenvolvimento da conversa. Continue lendo

Escrito por Gi Marques

Sou a poesia da contradição com incontinência verbal contando histórias que vivi e inventei (qual é qual já não posso te contar)

Um inferno astral do cac***!

Tomei bolo até do meu pai. Começa por aí. Parece hilário – eu mesma fiz dezessete piadas até agora, mas, juro: traumático. Fora isso, o de sempre. É final de ano, tudo é caótico, todo trampo vem com o dobro de exigências, Continue lendo

Escrito por Gi Marques

Sou a poesia da contradição com incontinência verbal contando histórias que vivi e inventei (qual é qual já não posso te contar)

São justas todas as formas de amor

Ninguém é melhor que ninguém para julgar se esse ou aquele tá certo ou errado, só porque ele escolheu namorar um homem ou aquela menina toda bonitinha tá apaixonada por outra garota que também é delicada. Continue lendo

Deixa a vida bater. Vai ficar tudo bem!

Comemoro meu aniversário daqui menos de um mês. Dia 21 de dezembro, há vinte anos, nasci. Nova, sou. Sagitariana, por sorte. O ascendente em capricórnio me leva às 14h de trabalho e a lua em sagitário às vinte e quatro rindo no tom mais alto que eu conseguir. Ainda bem.

Continue lendo

Escrito por Gi Marques

Sou a poesia da contradição com incontinência verbal contando histórias que vivi e inventei (qual é qual já não posso te contar)

Fique com alguém que te leve a sério

O levar a sério, dentro de uma relação – não só de amor, não só de amizade, não só de trabalho – é importantíssimo. É preciso levar a sério quando você diz que não está a fim de sair hoje. É preciso ser levada a sério quando você diz que ama, olhando no fundo dos olhos, Continue lendo

Escrito por Gi Marques

Sou a poesia da contradição com incontinência verbal contando histórias que vivi e inventei (qual é qual já não posso te contar)

E aí? Isso é assédio sexual e não tem outro nome!

Da janela da sala de aula, num colégio público, a professora vê, no pátio, dois garotos segurando uma menina e passando, forçadamente, a mão no corpo dela inteiro. De cima a baixo, sem qualquer tipo de vergonha. Continue lendo

Sobre amor, matemática e um punhado de frases de efeito sem efeito algum

Há pouco, escutei o Nando Reis cantando que guardou um amor que nunca soube dar. Acho que esse meu amor ainda está guardado. Amar eu já amei. Amo ainda. Não dá pra viver sem amor. Família. Amigos. Lugares. Experiências. Só sou o que sou por não ser só. Continue lendo