MULHER-MARAVILHA | Filme coloca o universo cinematográfico da DC no caminho certo

MULHER-MARAVILHA | Filme coloca o universo cinematográfico da DC no caminho certo

O que dizer dessa mulher maravilhosa que mal chegou e já considero paca?

Depois de assistir ao filme, posso dizer: DC, você finalmente está no caminho certo. Sim, no caminho certo.

Esqueça essa empolgação generalizada que tá rolando por aí. O filme da Mulher-Maravilha é bom, mas não merece aqueles quase 100% no Rotten Tomatoes.

Li uma crítica onde disseram que o filme é tão bom que parece da Marvel. É quase isso. A DC finalmente está aprendendo com a concorrência e trouxe um longa mais claro, fácil de digerir, cheio de piadinhas nas horas certas.

Posso dizer sem medo de errar que a fórmula Marvel de cinema está nos primeiros dois atos da produção. Tá certo que me lembrou muito o início da Marvel, lá com Homem de Ferro, Capitão América, etc. Até alguns efeitos especiais parecem ter saído de 2008. Mas Mulher-Maravilha é o verdadeiro começo da DC no cinema, então faz sentido. No final, a DC volta a ser DC. A cena do baile me deixou com um pouco de vergonha, reconheço. E aquela luta que encerra o filme ficou difícil de assistir.

Aliás, o vilão de MM foi muito mal construído. Perderam o timming de trabalhar com ele, já que poderia ter rendido muito, mas muito mais na tela, e não há surpresa quando ele aparece também. Uma pena.

Ah, mas que mulher é essa Gal Gadot. Se o filme faz sucesso, é também por causa dela. A atriz é incrível e é a mais carismática da turminha da Liga. Henry Cavill ainda não me convence como Superman (tá, eu vi Christopher Reeve, né?) e tá sempre com aquela cara de sofrimento. E ele tem carisma sim, só assistir ao ótimo Agentes da U.N.C.L.E. Mas como Super, deixa a desejar. Ben Affleck…ponto. É Ben Affleck. Acabo aqui meu ataque. E Momoa está bem prepotente como Aquaman, mas ainda pode surpreender. Fora Gadot, quem deve roubar a cena na Liga é o Ezra Miller como Flash.

Mas chega de divagar. Gal Gadot nasceu para o papel e Chris Pine está muito à vontade também (numa das cenas, até demais). Achei desnecessário algumas partes envolvendo os dois, o que enfraqueceu um pouco a ideia da MM ser MM, mas não é algo que compromete o filme no final das contas.

NOTA: 7,74

PS: Não tem cena pós-crédito. Pode ir pra casa sossegado assim que acabar.

 

MULHER-MARAVILHA

SINOPSE: Treinada desde cedo para ser uma guerreira imbatível, Diana Prince (Gal Gadot) nunca saiu da paradisíaca ilha em que é reconhecida como princesa das Amazonas. Quando o piloto Steve Trevor (Chris Pine) se acidenta e cai numa praia do local, ela descobre que uma guerra sem precedentes está se espalhando pelo mundo e decide deixar seu lar certa de que pode parar o conflito. Lutando para acabar com todas as lutas, Diana percebe o alcance de seus poderes e sua verdadeira missão na Terra.

Escrito por Breno Piero

Jornalista e nerd. Ou então um jornalista nerd. Falo sobre filmes, séries, quadrinhos e tudo sobre esse universo lá no Canal Iniciativa Solo no Youtube. É só acessar! https://www.youtube.com/iniciativasolo