Pai Presente: Texto de Dia dos Pais

Pai presente, um presente de pai

Tem pai presente na ausência do divórcio. E tem pai ausente na presença do casamento. Na verdade, nessa matéria, existem duas categorias: uma é a dos pais e a outra é a de meninos que fazem filhos. Não existe “bom pai” ou “pai ruim”. Existe quem é pai e quem não é.

Pai. Papai. Paizinho. Paizão. Papi. Painho. Paiê. São variações de nomenclatura de um dos primeiros amigos que se tem na vida. O abraço que te acolhe quando você bate com a cabeça na porta de casa ou da vida. O cara que segura na sua mão e te mostra o caminho. O conselheiro. O contador de histórias e piadas ruins.

Pai não é super-herói. E eu também não conheço os pais das propagandas de margarina. Pai tem seus defeitos porque pra ser pai é preciso ser humano. Pai aprende a educar e é educado a aprender. Pai corrige com os olhos e consente com a expressão. Pai sente pelo filho – das conquistas aos tombos. Pai vê o filho crescer e faz o filho evoluir.

Pai não é quem faz. Pai é quem faz parte.

Tem pai presente que cresceu com a ausência de um pai, mas evoluiu com a presença de um filho.

Um viva aos pais nossos que estão na Terra!

Escrito por Vinicius Andrade

Jornalista amante da escrita. Criador do Crônicas do Agora. Interessado em boas conversas, textos e histórias.