Vencedor do Oscar 2017, Moonlight está disponível na Netflix. Vale a pena assistir?

Vencedor do Oscar 2017, Moonlight está disponível na Netflix. Vale a pena assistir?

Não foi por um acaso que Moonlight: Sob a Luz do Luar venceu três estatuetas na última edição do Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Roteiro Adaptado. Uma das mais aclamadas do último ano, a produção ficou disponível na Netflix nesta quarta-feira (31).

E por que Moonlight foi tão elogiado?

O longa escrito e comandado por Barry Jenkins é um retrato profundo da solidão humana e da busca por autoconhecimento. A trama se divide em três fases, que retratam a infância, a adolescência e a vida adulta de Chiron, personagem que mantém o olhar triste e introspectivo ao longo das quase duas horas de filme.

A história começa quando Chiron tem 10 anos de idade. Ele mora numa comunidade pobre de Miami, onde o tráfico de drogas dá as cartas. Vítima de bullying na escola, é conhecido como “Little” (Pequeno). Em casa, sofre com a mãe viciada em crack, interpretada pela excelente Naomi Harris, que concorre ao Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.


O menino, então, conhece Juan (Mahershala Ali – escolhido como Melhor Ator Coadjuvante no Oscar), que o acolhe e passa a lhe ensinar algumas coisas sobre a vida, tentando dar a força necessária pra que Chiron enfrente seus problemas.


Além de Juan e de sua namorada Teresa (Janelle Monáe), o único amigo com quem Little pode contar é Kevin, um cara engraçado, que se dá bem com todo mundo. Nesse contexto, a trama percorre o bullying na infância, as crises de identidade e sexualidade da adolescência, até chegar à tentação do universo do crime e das drogas quando “Little Chiron” se transforma em “Black”.

O diretor Barry Jenkins consegue trazer pra tela um verdadeiro estudo do ser humano, com seus medos, inseguranças e contradições. Tudo isso através de uma fotografia que se encaixa com os diálogos inteligentes. A trama é linear, sem grandes exageros ou ‘gran finales’. O longa tem a proposta de ser tão introspectivo quanto o seu personagem central – e talvez isso faça com que a produção não caia nas graças de alguns. A variada trilha sonora inclui Caetano Veloso cantando Cucurrucucu Paloma.

Pra fechar a conta: Moonlight é sensível, instigante e necessário. O filme está disponível na Netflix!

 

MOONLIGHT na NETFLIX

TRAILER

SINOPSE

Três momentos da vida de Chiron, um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami. Do bullying na infância, passando pela crise de identidade da adolescência e a tentação do universo do crime e das drogas, este é um poético estudo de personagem.

Escrito por Vinicius Andrade

Jornalista amante da escrita. Criador do Crônicas do Agora. Interessado em boas conversas, textos e histórias.